Os Paralamas do Sucesso - Não Posso Mais

Se o amor é Deus
Rei de um reino
Água no copo
Prato e colher
Uma igreja ergo
Para rendê-lo
Um poço cavo
Pra encontrar

Mar água lago
O seu refresco
Vento, bandeira tremular
Flor que nasce da semente
Mente inventa circular

Eu não posso mais
Não posso mais
Não posso mais
Não posso mais viver
Sem você

Se o amor não vem
Como vivemos?
Puro veneno
Pra amargar
Guarda o corpo
O seu silêncio
Uma adaga
A perfurar
Se o amor é rei
Deus de um templo
Nas suas águas
Vou mergulhar
Do seu sabor
Não tenho medo
Sua boca eu quero beijar

Eu não posso mais
Não posso mais
Não posso mais
Não posso mais viver
Sem você

Eu não posso mais
Não posso mais
Não posso mais
Não posso mais viver
Sem você

Se o amor não vem
Como vivemos?
Puro veneno
Pra amargar
Guarda o corpo
O seu silêncio
Uma adaga
A perfurar
Se o amor é rei
Deus de um templo
Nas suas águas
Vou mergulhar
Do seu sabor
Não tenho medo
Sua boca eu quero beijar

Eu não posso mais
Não posso mais
Não posso mais
Não posso mais viver
Sem você

Mar água lago
O seu refresco
Vento, bandeira tremular
Flor que nasce da semente
Mente inventa circular

Se o amor é Deus
Rei de um reino
Água no copo
Prato e colher
Uma igreja ergo
Para rendê-lo
Um poço cavo
Pra encontrar

Eu não posso mais
Não posso mais
Não posso mais
Não posso mais viver
Sem você

Eu não posso mais
Não posso mais
Não posso mais
Não posso mais viver
Sem você

Não posso mais

Eu não posso mais
Não posso mais
Não posso mais
Não posso mais viver

Lyrics licensed by LyricFind

Wijzigen Zit er een fout in de songtekst? Wijzig hem dan nu!