Titãs - Baião de Dois

O mundo é um moinho
A vida é um buraco
O mundo é um menino
A vida é um velhaco
Pobre menino
Velho endinheirado
E eu com isso?
Vão todos pro diabo!

Mundo pequeno
Vida curta
Combinaram no dia de São Nunca
Ele cianureto
Ela cicuta
Brindaram o momento
Dois filhos de uma puta

É só isso esse baião
E não tem mais nada não
Nem baião nem um nem dois
Não tem nada pra depois

O mundo me condena
A vida me ultrapassa
Corre solta
Vira fumaça
Gira em falso
Morre e acaba
Vai pra casa do caralho
Coisa mais sem graça

É só isso esse baião
E não tem mais nada não
Nem baião nem um nem dois
Não tem nada pra depois
Não, não, não, não, não, não, não, não, não
Não!

Lyrics licensed by LyricFind

Wijzigen Zit er een fout in de songtekst? Wijzig hem dan nu!