A Fúria do Açúcar - Buraca

Logo pela manhã, ao despertar de um novo dia
Começa a azáfama na vida da Buraca
Gente que trabalha e suporta a ironia
De tirar o seu sustento da Buraca

Há tanto para explorar nessa terra
Suas belezas não têm igual
Pode não ser fina como Paris ou Mont-Real
Mas é a mais apetecível deste nosso Portugal

Eu quero ir à Buraca
Passear em seus frondosos matagais
Eu quero ir à Buraca
Penetrar em seus segredos ancestrais

Façam a viagem sem pensar que querem vir
Porque a Buraca contenta quem lá quer ir
Pode não ser fina como Paris ou Mont-Real
Mas é a mais apetecível deste nosso Portugal

Buraca é uma terra séria e muito honesta
E não enfia o barrete a quem lá vai
E com bons modos faz sempre uma festa
Para quem entra e depois de lá não sai

Há tanto para explorar nessa terra
Suas belezas não têm igual
Pode não ser fina como Paris ou Mont-Real
Mas é a mais apetecível deste nosso Portugal

Lyrics licensed by LyricFind

Wijzigen Zit er een fout in de songtekst? Wijzig hem dan nu!