A baderna baila - Cínica song

Mesmo que eu soubesse que você
Patética tentou voar
E que esse fato me lembrasse aquele tempo divertido
Ilusão
Ainda que eu te provasse
A melhor das intenções
Iluminado, admitisse uma a uma as traições
Ainda que você sacasse um lance novo em meu olhar
Não, não, não, não, não, não...
Ainda assim assoviasse um som bonito uma canção
Mesmo que você me amasse, mesmo que não
Mesmo que você me amasse
Que esse papo atravessasse a noite inteira e o Leblon
E um milagre afinasse o nosso amor no mesmo tom
Ainda que houvesse um começo e finalmente algum final
E o ciúme não fizesse tanto estrago e tanto mal
É sempre aquele mesmo velho lero-lero de casal
É sempre aquele mesmo velho
Que esquecêssemos o tédio, o mal humor e o baixo astral

A TPM, a CBN, o aluguel no fim do mês
A ex, o ex, a mãe, o pai, o filho, o patrão e o freguês
Ainda que falássemos fluentemente o francês
Que nos déssemos conta, déssemos tempo
Déssemos as mãos
Déssemos a luz
E jurássemos, jurássicos
Pé juntos, corpos nus
Mesmo que fostes prostituta e eu fosse Jesus
É sempre aquele mesmo velho lero-lero de casal
É sempre aquele mesmo velho bolero sério de casal
That’s all the same old lovin’ blá blá blá
That’s all the same old lovin’ blá blá blá
Blá, blá, blá, blá, blá, blá, blá, blá, blá

Writers: Gustavo Machado

Lyrics ©

Lyrics licensed by LyricFind