Garganta negra - Identidade
Overige artiesten: Vortex beat Thales sala

Ninguém sentirá saudade da humanidade, você não precisa mais da sua identidade
Ninguém sentirá saudade da humanidade, você não precisa mais da sua identidade
Abduzido pelas selfies, extinguindo espécies ao redor,
O cheque não paga o choque térmico entre vida e morte, suor, só isso paga.suor...
E tudo isso sem enxergar direito a própria face! Sobre isso só entendem
O que é facetime
Sobre esse ponto de vista temos que ser sinceros, sobrepondo encostas esse incêndio invadiu as matas, eu mato, tu matas ele mata, nós morremos cedo demais
ninguém sentirá saudade da humanidade, você não precisa mais da sua identidade
ninguém sentirá saudade da humanidade, você não precisa mais, você não precisa
nenhum vestígio, nenhum prestígio, nem paradigma, nem prodígio,
a figura do desnecessário desaparece na calota de gelo,
uma força remota comemora juntos com os pássaros sem pressa
Você não precisa mais, você não precisa, você não precisa mais...
Ninguém sentirá saudade da humanidade, você não precisa mais da sua identidade
Ninguém sentirá saudade da humanidade, você não precisa mais da sua identidade
Ninguém sentirá saudade da humanidade, ninguém... ninguém...
E no princípio de mim virei verso, e o verbo matou Deus ,
E no precipício de mim salto por impulso solto das algemas da sociedade,
Flagrando o ladrão roubar meu tempo, versos claros sangue negro,
Abruptamente arrancado da história, dizem que são provas divinas, fui reprovado
E ainda sou obrigado a dar glórias!

Writers: Garganta Negra , Thales Sala , Vortex Beat

Lyrics © Tratore

Lyrics licensed by LyricFind